Feeds:
Posts
Comentários

Archive for maio \27\UTC 2009

Trabalha. E confia?

É uma bela mulher, Alex, essa Semifinal. Não digo, seguramente, que ela está se insinuando para mim. Nesses casos um pouco mais raros finge-se não acreditar no que está diante, talvez para se eximir de grande responsabilidade. Mas também não nego que, fitando os olhos dela em busca de retorno, peguei-a olhando para você. Estou certo que nós dois temos chance; o que é uma boa coisa, em certo sentido. (mais…)

Anúncios

Read Full Post »

090524internacional_f_001

O Domingo de hoje será lembrado como a despedida de Paolo Maldini, entretanto o fim da carreira do capitão milanista é mais uma triste constatação de que meus heróis estão acabando.

(mais…)

Read Full Post »

Quarta-feira, vinte de maio de dois mil e nove, fui ver Ronaldo jogar. Coisa mais curiosa é ir ao estádio para assistir a um jogador. Outro dia, era o Nilmar. Um tempo antes, o Romário. Aliás, fui ver seu milésimo gol, quando faltavam dois para o montante final. Um ele guardou, o segundo parou no bico da chuteira do goleiro rubro-negro. Por um capricho do destino, expectativa quase completamente cumprida. Ano passado foi a vez do Riquelme, que acabou com o jogo; de novo, expectativa quase completamente cumprida. O desejo de uma classificação do Cruzeiro atravessou meu caminho. (mais…)

Read Full Post »

Saiu no excelente Blog do Birner, mas como adiantamos o poeta e o assunto em um dia, acho que não fica feio reproduzir aqui o mesmo poema que o jornalista  publicou hoje em seu blog!

Eu sei que futebol é assim mesmo, um dia a gente ganha, outro dia a gente perde, mas por que é que, quando a gente ganha, ninguém se lembra que futebol é assim mesmo?

“Perder é uma forma de aprender. E ganhar, uma forma de se esquecer o que se aprendeu”

Carlos Drummond de Andrade

Confira o post original e outros excelentes textos clicando aqui.

Read Full Post »

Que fracasso!

Estados Unidos, Holanda, Suécia, Itália. Soa familiar? Com exceção do primeiro, não fiz qualquer esforço para recordar o caminho que culminou no tetra-campeonato do Brasil. Os gols decisivos, quando quero, brotam em imagens cristalinas, assim como o pênalti cobrado pelo Romário na final, que alcançou a trave antes de entrar. A bola do Roberto Baggio sobrevoando o travessão. A vibração do Dunga, como se comemorasse, num só gesto, toda a sua atuação no torneio. O tetra reluz em nossas memórias: foi devidamente polido.

Tamanha luminosidade conhece seu avesso quando o assunto é a Copa seguinte. (mais…)

Read Full Post »

“Fábio Costa se irrita e investe contra colega”

fabiocosta_santos_16102008

Está na Folha de hoje, mas poderia ter sido manchete em qualquer mês de 2001, 2002, 2003, 2013…

Read Full Post »

Mesmo que o Nilmar tenha dito que um tal feito nunca mais, fui arrastado ao Maracanã pelo medo de perder um lance daquele. Naturalmente, o atacante do Inter foi marcado com algum exagero, como se o Flamengo dissesse, em cada bordoada, “- Aqui não!”. Não mesmo. O Nilmar não emplacou outro feito, mas poderia, sim, poderia… Bastaram alguns toques na bola, uma arrancada e dribles avulsos para me certificar que o gol contra o Corinthians pôde ter acontecido, já que continua acontecendo, em pequenos lances, tão esquecidos quanto o gol será lembrado.

Read Full Post »

Older Posts »