Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Nelson Rodrigues’ Category

robert enke

Ontem os fãs de futebol receberam uma triste notícia: o goleiro Robert Enke se matou jogando seu carro embaixo de um trem. O jogador, embora não fosse extremamente popular no Brasil, passou por Benfica, Barcelona (entre outros clubes), atualmente jogava no Hannover 96 e era presença certa na convocação da seleção alemã na próxima copa.

Talvez a primeira sensação seja a de perplexidade. Como pode um jogador que tem fama e dinheiro cometer suícidio? Esse tipo de pensamento só reforça o quanto temos dificuldade em enxergar os futebolistas como… pessoas! Seres que possuem vida social, problemas e estão, como nós da arquibancada, igualmente sujeitos à altos e baixos.

Enke havia perdido uma filha de dois anos e aparentemente a infecção que o afastou dos gramados só agravou seu caso crônico de depressão.

Estamos tão acostumados em enxergar nossos jogadores prediletos como deuses, que muitas vezes esquecemos que a morte é implacável até mesmo  para os grandes gênios da bola. A morte mais comum de um jogador é a velhice, quando as rugas e os cabelos brancos nos fazem esquecer que ali reside um craque. Não, leitor. Não há fuga. Se a beleza do futebol é tabelar a cada segundo com a vida temos que aceitar que a morte é o grande momento dessa partida.

A primeira história de suícidio que tive notícia foi a do, ex-goleiro do Fluminense, Castilho, quando ele deu seu último vôo do sétimo andar de um prédio.

A lista de jogadores suícidas não vai do goleiro ao ponta-esquerda, mas podemos citar os casos do ex-americano Maneco (que se matou por uma dívida de quarenta contos), Yiannis Koskiniatis, da terceira divisão grega e ainda o meia Sarkis Aroyana da seleção sub-19 da Armênia…

Ao pesquisar sobre o grande Castilho acabei por cair no livro “À sombra de chuteiras imortais” do grande Nelson rodrigues. Já havia lido o livro uma vez, mas tinha me esquecido da principal lição da história: nesse jogo, só as chuteiras são imortais.

Read Full Post »

Dia desses, dias atrás, a zebra apareceu na Copa das Confederações. O leitor poderá lembrar que Zebras são comuns no continente africano. Mas a verdade é que a badalada, com justiça, seleção espanhola levou um vareio do país do soccer. Nada de tão surpreendente assim… Minas Gerais já foi palco de uma zebra ainda pior, quando a seleção estadounidense derrotou a Inglaterra na Copa de 1950. O leitor engraçadinho poderá comentar que jogando no estádio do América só poderia dar Estados Unidos mesmo.

(wacca-wacca-wacca)

(mais…)

Read Full Post »

Nelson já afirmava anos atrás que a toda unanimidade é burra. Bem sei que  é um clichê usar essa frase, mas ela cai como uma luva quando notamos que nem mesmo o futebol consegue agradar a todos. Oras, sempre vão existir namoradas enciumadas, a mães zelosas e primos nerds…

(mais…)

Read Full Post »