Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘São Paulo Futebol Clube’ Category

chorando

A semana começa, como de costume, com uma das instituições mais tradicionais do povo brasileiro:

O Chororô.

(mais…)

Read Full Post »

Eu confesso, querido leitor.

Sinto uma certa vaidade em pertencer a uma geração de São Paulinos que viu seu time conquistar o mundo por três vezes. Por tantas vezes dirigi meus olhos com certo desprezo para Santistas e Botafoguenses da minha geração. Pobres torcedores! O orgulho que sentem pelos esquadrões do passado é quase uma maldição. Uma certeza de que seus clubes atingiram o máximo de suas conquistas em um passado que não voltará.

Eu, por outro lado, sempre olhei para o passado com olhos mais leves. Olhos de quem busca pela história e não por dias melhores.

Pura ilusão.

Todo torcedor carrega o fardo de não ter contemplado parte da história de seus clubes. Botafoguenses choram por Heleno como gregos choram por Helena. Santistas lamentam pela extinção das tabelas Pepe-Coutinho-Durval. Ah, vascaínos! Ah, se o mundo parasse nos anos 40. Flamenguistas do passado, num momento de subversão do espaço-tempo, certamemente cantariam que Didi é melhor que Etoo.

E eu carrego também a minha desilusão.

Não vi Canhoteiro. Mas o que mais me fere é saber que jamais verei Canhoteiro.

Bailarino russo, Cantilflas, peladeiro, anarquista, galhofeiro… Canhoteiro é um amontoado de predicados que não me pertencem.

E, hoje, no seu 77º aniversário só me resta lembrar melancolicamente do craque nunca conheci.

Read Full Post »

Finalíssima da Libertadores chegando e não poderíamos esquecer alguns tabus sobre as equipes envolvidas.

Cruzeiro campeão da Libertadores?

Sempre que o Barcelona ganha a UEFA Champions League um time brasileiro ganha a Libertadores.

Estudiantes campeão?

Desde 1999, os clubes brasileiros só conseguem ganhar a Libertadores quando não disputam a final contra uma equipe estrangeira. Os últimos campeões nacionais (SPFC e Internacional) venceram em confrontos domésticos.

Mundial de clubes: Barça ou Cruzeiro?

O Barça perdeu todos os mundiais que disputou… O problema é que o Cruzeiro também perdeu… Mas mantenham a fé, cruzeirenses! O Barça sempre perdeu para equipes brasileiras. Já o Cruzeiro só se complicou contra times alemães.

Read Full Post »

Ter uma atividade que contempla o futebol, como escrever neste Blog, faz com que qualquer bola rolando produza em mim a visão de linhas sendo escritas. Assim, qualquer cotejo* é uma possibilidade eminente de um texto para os meus fiéis leitores.

(mais…)

Read Full Post »

Uma das coisas mais habituais do futebol é ver um torcedor criticando o comportamento da torcida adversária apara atingir o clube rival.

Atitude totalmente incompreensível para mim.

Torço por um clube de uma torcida famosa por não comparecer ao estádio* e quando ouço esse tipo de crítica só consigo pensar: E daí? Torço pelo meu time e não pela minha torcida. Pouco me importa se em um jogo contra um time do interior o estádio não lota. Lamento, é claro, que o estádio vazio seja palco de um ator sem público. Só não posso entender como isso tira o brilho de uma conquista.

Tenha certeza, querido leitor… Há algo de muito errado quando um torcedor orgulha-se mais de seus companheiros de arquibancada que de seu clube. Pior que isso é quando o orgulho não se justifica! É apenas um clichê repetido em programas esportivos de gosto duvidoso sempre com a intenção de adular seu público consumidor.

*Alguém que fala de futebol, mesmo que seja num blog, deve ter um comprometimento minimo com a verdade. Então, seguem algumas linhas abaixo as médias dos grandes de São Paulo nos quatro últimos anos de campeonato brasileiro.

Corinthians 1.648.754 (76 jogos) Média: 21.694

SPFC 1.562.914 (75 jogos) Média: 20.838

Palmeiras 1.178.721 (77 jogos) Média: 15.308

Santos 664.963 (73 jogos) Média: 9.109

Read Full Post »

Quase todo dia, no Brasil, os jogadores trocam de agremiação. E pouco importa se é na saída da antigo time ou na chegada à nova equipe, quando questionados do porquê da troca, os jogadores vão usar indubitavelmente uma expressão.

“Eu sou profissional e…”

(mais…)

Read Full Post »

Pouca coisa podemos dizer do São Paulo nos anos sessenta. Focado em construir o seu estádio, o tricolor abdicou de títulos. Alguns chegam a dizer que o São Paulo resolveu construir sua casa diante da certeza de que seria impossível vencer o time do Rei. Seja uma seca planejada ou casual, a verdade é que foi uma boa época para investir no Morumbi.

Nesses anos cinzentos um jogador se destacou: Roberto Dias. O zagueiro oriundo das categorias de base era uma ilha de classe! Habilidoso e técnico, Dias conseguia até mesmo aplicar chapéus em Pelé… A torcida da época, certamente diferente da que hoje povoa o famoso site de relacionamentos, parecia não se importar com a impossibilidade de ganhar títulos. Os torcedores iam ver Roberto Dias jogar, aliás, iam ver o espetáculo do futebol. Antes de se tornar refém de seu próprio sucesso, a torcida São paulina amou o futebol! Pois nos anos em que cada centavo arrecadado pela equipe se transformou em cimento era isso que Roberto Dias representava: o futebol em sua essência.

Quando Dias morreu em 26 de setembro de 2007, fiz o poema que avança tristemente algumas linhas abaixo. Obrigado, Roberto!

Um poema chamado Roberto Dias.

Nos anos sem casa…

No tempo sem teto.

Nos anos de
cimento;
chumbo
e concreto.

Dias de paz…
Classe
E Roberto.

Read Full Post »