Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Tostão’

Descartes contra Sócrates

Depois de imortalizar seus pés no museu dos melhores do mundo no Maracanã, Sócrates falou: “- Não sinto nada especial. O importante é ser feliz. Só sinto saudade do bom futebol. Hoje não se joga mais futebol. Os atletas só correm” (Globoesporte.com).

Noutras palavras, Sócrates está dizendo que eu não conheço futebol. Nunca vi uma partida de futebol de verdade. O que vejo são sombras das verdadeiras partidas que ficaram no passado e  que retornariam, segundo sua dissertação de mestrado, se jogassem nove em cada lado.

Pois, em breve pretendo iniciar uma série de comentários sobre jogos clássicos, começando pela final da Copa de 58, Suécia X Brasil. Não espero ver, finalmente, uma partida de futebol. Até porque, não fosse a beleza do futebol de agora sequer me interessaria pelo futebol do ontem. Comentar um jogo antigo é apenas uma extensão dos comentários dos jogos de hoje. Desgosto do tipo de saudosismo que parece transbordar na fala do Sócrates. Prefiro a fala do Tostão, que vê no time do Barcelona uma jovialidade cara ao antigo futebol exaltado pelos saudosistas.

Discordei de Tostão uma vez, quando mencionou Descartes. Disse ele que pensava muito e fazia pouco. Descartes fez muito: tanto que descreveu seus feitos e peripécias de um jeito ímpar, pensando-os. Numa dessas narrativas, alertou para o perigo se inspirar num passado editado e exigir do presente aquilo que nem o passado deu.

Mas eu acreditava já ter dedicado bastante tempo às línguas, e também à leitura dos livros antigos, às suas histórias e às suas fábulas. […] Além do mais, as fábulas nos fazem imaginar como possíveis vários acontecimentos que não o são, e mesmo as histórias mais fiéis, se não mudam ou aumentam o valor das coisas para torná-las mais dignas de serem lidas, pelo menos omitem quase sempre as baixas e menos ilustres circunstâncias: daí resulta que o resto não pareça tal como é, e que aqueles que regulam seus costumes pelos exemplos que extraem delas estejam sujeitos a cair nas extravagâncias dos Paladinos de nossos romances, e a conceber propósitos que ultrapassam suas forças.

Trecho retirado do livro Discurso do método, editora Martins Fontes

Anúncios

Read Full Post »

Não canso de ver o gol que Messi fez contra o Arsenal. É sobre isso que eu gostaria de escrever. Não sobre o gol. Nem sobre o Messi. Sobre o Barcelona. Porque no gol, o passe do Iniesta não é mero detalhe. Tampouco sua roubada de bola, que anteviu o passe de Fábregas e o interceptou.

Comum é achar que o craque só precisa antever o lance rumo ao gol. O craque também antevê para recuperar a bola. Assim, Xavi e Iniesta a recuperam sem fazer falta, não precisam ser truculentos, ganhar no corpo, ganham na antevisão.

Em um congresso sobre futebol realizado ano passado, Parreira disse que o Barcelona faz o que sempre pediu a seus times. Trocar passes, manter a posse de bola, girá-la,  procurar os espaços. É exatamente isso que o Barcelona faz! Mas de um jeito que a seleção, nem time algum, jamais fez. Wanderley Luxemburgo citou o Barcelona para se defender de críticas ao Flamengo. O jornal  A Gazeta colocou as seguintes palavras na boca do treinador: “Quero o Flamengo jogando no estilo do Barcelona”.

E eu quero escrever sobre o Barcelona com a perspicácia e simplicidade do Tostão, como fez em sua última coluna.

Read Full Post »

O texto data de 18 de março de 2006, véspera da Copa passada. Muita coisa mudou, mas a história parece a mesma. Outra vez o camisa dez do Barcelona F. C. Espero que essa Copa não seja um video-tape da passada. (mais…)

Read Full Post »

Uma tese de doutorado que virou livro, intitulada Futebol e palavra, de Ivan Cavalcanti Proença, publicada em 1981, antes mesmo de meu nascimento, decidiu o convidado da vez. Não consegui desvendar de que ano é o texto de Touguinhó. Pouco importa. Importa mais que o que ele desvendou.

Palavras de Sócrates: o jogador de futebol é o único homem que morre duas vezes. Sobretudo para a comunidade dos leitores do Tostão, segue uma aula sobre o ser humano e suas vontades, que pode revelar, dentre outras coisas, que a vida após a morte é possível; desde agora. (mais…)

Read Full Post »